Luz do Infinito


Quisera ser a luz do infinito,

Ofuscar tudo que não fosse eu.

Quisera ser a força que tudo move

E te levar para um lugar que fosse eu.

 

Alguém pode até te querer

Mas será apenas um alguém.

Mesmo sem lhe ter vivo a te perder

E a te amar como um ninguém.

 

Pior do que não te ter

É ter que viver sem te ter.

Pior é tudo acabar

Sem nem mesmo começar.

 

Vivo um amor chamado tudo

Em um tempo chamado sempre.

Sonho viver em seu mundo

Em um muito mais que eternamente.

Paulo Rogério da Motta


Vídeo Poesia

Luz do Infinito


Deixe uma resposta