Futuro alternativo


Busco no sonho a felicidade.

Imagino-me feliz.

Inexisto na realidade,

E só assim consigo o que sempre quis.

Construo um futuro

Em que passo a ter tudo,

Mas, para isso, fujo da vida

E vivo na fantasia.

Só assim és minha…

Aceito a realidade única de te amar,

Brinco de ser feliz

E te convido a brincar.

Você ri,

Diz que é adulta

E assim a perco de novo

Até em meus sonhos.

Vivo na rebeldia.

Só me contento com o impossível.

Sou a noite que se apaixona pelo dia.

Sou o zen que busca o inacessível.

Vivo para te amar

E, por isso, não sei se vivo.

Sou sobrevivente,

Talvez fugitivo.

Fujo do presente.

E busco sobrevivência

Num futuro alternativo

E lá não sei se vivo.

Paulo Rogério da Motta


Sugestão musical para a poesia

Labrinth e Emeli Sandé – Beneath Your Beautiful


Deixe uma resposta